Dilson Lages Monteiro Quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Conversa de Escritor - Resumo

Convidado: Rosa Maria Kapila
Tema: As matrizes literárias de Rosa Maria Kapila
Dia: 07/11/14
Horário: 20h50


(23:26:07) Rosa Kapila Em especial agradecimento ao Dilson. Aquele abraço.
(23:24:45) Rosa Kapila Boa noite a todos e mais uma vez obrigada. Cheiro da Rosa Kapila.
(23:23:06) Debatedor saindo da conversa...
(23:22:50) Luiz Filho Rosa, depois vou entrar em contato c vc por mensagem no Face. Qro musicar c vc. Até mais.
(23:22:45) Debatedor Boa noite a todos!
(23:22:06) Rosa Kapila Agradeço o convite e estou à disposição para novas pelejas. Beijos para todos e me escrevam. Me adicionem ao Facebook. Saúde e paz.
(23:21:00) Luiz Filho Com vc, Rosa, parceria de música? Quem sabe! Gostaria de fazer isso. Inclusive tenho umas fitas cassete q tenho de passar para o mp3 ou coisa parecida para publicar. Vou fazer isso, Rosa.
(23:20:28) Rosa Kapila Não me tornei uma cantora por ter trabalhado muito como professora.
(23:20:10) Debatedor Rosa, agradecemos muito sua presença no bate-papo de hoje. Reservamos o espaço para suas palavras finais. Dentro de instantes, a conversa estará liberada no banco de dados. Obrigado a todos!
(23:17:40) Rosa Kapila Eu adoro os saraus. São muito importantes pra quem escreve.
(23:16:30) Rosa Kapila Luiz Filho, vc. quer ser meu parceiro em música? Eu uso o youtube para fazer o registro e não esquecer.
(23:16:05) Debatedor Há videos com declamações suas no youtube. Esses saraus hoje foram resignificados. Como você os vê?
(23:14:43) Rosa Kapila Participo do Sarau da Casa da Gávea, declamo, faço peça de teatro, canto. O Paulo Betti me dirige, por bondade, é claro.
(23:14:23) Luiz Filho Legal. Uso as possibilidades do meu telefone: gravo a música conforme \"desenhei\" na minha mente. Faço os arranjos \"de cabeça\" e quando der, vou passar a algum músico que possa torná-lo acorde. Ontem mesmo gravei uma música que fiz de um soneto de Raul Bopp, \"Abysag\", uma parceria minha com um regueiro de Feira de Santana-BA, Leão Negro. Ficou demais. Se der um dia gostaria de cantá-la pra vc. É a sua cara: erotismo lindo.
(23:13:32) Rosa Kapila Amamos muito os livros, mas o escritor (a) não pode ser um mendigo.
(23:13:12) Debatedor E aos livros em e-pub ou similar? Vai aderir a eles?
(23:12:34) Rosa Kapila Está havendo um movimento na academia brasileira de letras porque nehum escritor recebe dinheiro.
(23:11:16) Rosa Kapila o sistema do escritor é punk \"FAÇA VOCÊ MESMO\".
(23:10:40) Rosa Kapila Meus livros antigos e um chamado ESQUIZOFRENIA vendem nas grandes livrarias. O mercado está sempre ótimo para o mercantilista. As editoras fingem que não existimos. Estou pensando muito se ainda vou fazer livros em papel.
(23:08:42) Rosa Kapila Luiz, pague seu livro. As pessoas gostam de comprar o livro na mão do autor.
(23:07:38) Rosa Kapila Eu crio a letra e a melodia, depois chamo um músico parceiro e cantarolo para ele, mostro a letra e nós vamos trabalhando a obra. Faço do jeito que posso e que consigo, também não tenho uma fórmula, não dá para explicar. Depois vc. vc. veja no youtube , músicas que estou rascunhando. Hoje comecei a rascunhar uma possível nova canção, mas me apaixonei. Fiquei feliz....um possível cordel, muitas inspirações....
(23:06:56) Luiz Filho Eu já me decidi: vou pagar pra me-ver escrito. Gosto de livros impressos (e também digitais!), Esses dois lados (q são um só!) sempre me-seduziram!
(23:06:36) Debatedor Como editora, qual avaliação você faz do mercado editorial hoje?
(23:04:01) Rosa Kapila Não aconselho a ninguém a ir atrás de editoras. Atualmente escrevo na hora em que quero, mas estou sempre com um caderno na mão. Não tenho mais horários para nada. Estou aposentada, para mim a melhor coisa do mundo.
(23:02:52) Luiz Filho Muito interessante, vc faz música; o que também não é estranho com poetas. Também faço música sem tocar instrumento algum. Coisa de poesia mesmo. Vc tem já algo gravado por vc ou por outra pessoa?
(23:01:46) Rosa Kapila Passei a vida inteira correndo atrás de editoras. Cansei. Fundei a minha e assim mesmo sou piratiada, livros que eu fiz em minha editora são vendidos na internet por outras pessoas. Ninguém consegue achar o fio da meada.. É triste.
(23:00:19) Luiz Filho Vc tem 13 livros publicados, Rosa? Também utiliso ainda o texto manuscrito, apesar de já fazer textos também direto no computador. Acredito muito na reescritura das ideias originais. Vc é daquelas escritoras que estão sempre prontas pro texto? É daqueles que estão sempre prontos pro texto ou tem \"horário de produção\"?
(22:59:55) Debatedor O que você diria aqueles que buscam editoras para seus trabalho inéditos?
(22:59:45) Rosa Kapila Gostaria que alguém me disesse como vamos viver com o livro de papel.
(22:58:17) Rosa Kapila Atualmente tenho feito mais letras de música. Agora entendo porque os músicos são tão felizes.
(22:56:34) Rosa Kapila Filosofia é a alma gêmea da Literatura.
(22:55:27) Rosa Kapila Gosto muito de Filosofia....talvez o que mais leio. Também amo biografias. Gosto de escrever sobre doenças psicológicas.
(22:54:03) Debatedor Li seu blog. Você conversa com a poesia e com a filosofia em seus poemas. Por que essa escolha?
(22:53:35) Rosa Kapila Naturalmente os gêneros se misturam, não temos um controle sobre, possivelmente inconsciente, pegamos gêneros, de teles jornais, de conversas nas rua, uma bula, um vidro de desodorante, um olhar, uma confusão. Tudo vira uma alquimia.
(22:53:19) Luiz Filho Desculpe a repetição do comentário. Estou apanhando um pouco deste link.
(22:52:00) Debatedor entrando na conversa...
(22:51:21) Luiz Filho Eu escrevo, Rosa. Já publiquei dois livros e estou prestes a publicar um terceiro. Somente poesia.
(22:50:41) Luiz Filho Rosa, sou poeta aqui, na terrinha, vivo em Teresina, acompanho vc no Facebook (somos amigos!) e no seu blog, mas infelizmente ainda não tenho os seus livros. Já leio vc muito nestas mídias virtuais. Vi agora, em seu Face, o sítio onde posso comprar seus livros. Ser poeta e contista, o que vc usa de cada gênero para enriquecer a fusão desses gêneros?
(22:50:39) Luiz Filho Rosa, sou poeta aqui, na terrinha, vivo em Teresina, acompanho vc no Facebook (somos amigos!) e no seu blog, mas infelizmente ainda não tenho os seus livros. Já leio vc muito nestas mídias virtuais. Vi agora, em seu Face, o sítio onde posso comprar seus livros. Ser poeta e contista, o que vc usa de cada gênero para enriquecer a fusão desses gêneros?
(22:50:38) Luiz Filho Rosa, sou poeta aqui, na terrinha, vivo em Teresina, acompanho vc no Facebook (somos amigos!) e no seu blog, mas infelizmente ainda não tenho os seus livros. Já leio vc muito nestas mídias virtuais. Vi agora, em seu Face, o sítio onde posso comprar seus livros. Ser poeta e contista, o que vc usa de cada gênero para enriquecer a fusão desses gêneros?
(22:49:44) Rosa Kapila Alguém aí é escritor (a)? Quem publicou livro? Sobre o que?
(22:46:59) Rosa Kapila Sou muito conversadeira e tenho muita facilidade de me aproximar dos adolescentes.
(22:45:54) Rosa Kapila Tenho muitos livros para adolescentes que não publiquei, quem sabe numa hora dessas, publico.
(22:45:46) Amanda saindo da conversa...
(22:45:10) Amanda Alguma estratégia especial para se aproximar dos leitores adolescentes?
(22:44:22) Rosa Kapila Para adolescentes procuro Temas.
(22:43:43) Rosa Kapila Dei aula a vida inteira para adolescentes, converso muito com eles e me dou bem.
(22:43:39) Rosa Kapila Dei aula a vida inteira para adolescentes, converso muito com eles e me dou bem.
(22:42:37) Rosa Kapila Normalmente acato a ideia da Editora, mas ando muito desiludida com a Literatura porque não tenho recebido direitos autorais. Por isso faço Poesia com prazer, pois não espero dinheiro de meus poemas.
(22:42:08) Amanda Boa noite, Luiz!
(22:41:24) Luiz Filho Boa noite, Rosa e a todos que participam deste bate-papo.
(22:40:53) Amanda Suas narrativas para adolescentes são criadas a partir de quê?
(22:40:40) Rosa Kapila Sou muito exigente na escolha de palavras, tenho o mesmo prazer em escrever qualquer tipo de livro.
(22:40:17) Luiz Filho entrando na conversa...
(22:38:51) Rosa Kapila Amanda, estou esperando seu questionamento.
(22:38:41) Amanda Escrever para adolescentes trás a você a mesma alegria de escrever para adultos?
(22:37:05) Rosa Kapila Eu acho que colaboro mais na Teoria Literária. Gosto de colocar dentro do texto teorias que aplico. Gosto de palavras labirínticas e causar espantamento.
(22:36:12) Amanda entrando na conversa...
(22:35:31) Rosa Kapila Penso e repenso muito quando vou escrever imagens sensuais. Às vezes escrevo com sensualidade quando quero fazer alguma vingança.
(22:33:57) Geovane Santos A sua formação mais tem colaborado no exercício da escritura literária ou tem criado obstáculos?
(22:33:36) Rosa Kapila Amo Teresina, minha memória maior é sobre a alimentação. Faço todas as comidas daí todo dia: cuscuz,baião de dois, carne de sol,farofa,tapioca....meu filho estranha as comidas dos restaurantes. Lembro muito do Rio Parnaíba e do Poty.
(22:33:10) Geovane Santos Somente hoje li seu blog e vi algumas imagens sensuais interessantes, embora esse não seja o tom predominante de sua poesia.
(22:31:02) Rosa Kapila Você sabia que às vezes eu fico com peso na consciência porque sou pouco erótica em meus textos? Muita gente me cobra esse item.Acho que em meus poemas uso muita abstração e um realismo irônico. Tb. acho que explico muito para os leitores alguns termos que uso. Talvez por isso eu não seja criticada negativamente.
(22:29:57) Geovane Santos Qual a Teresina de sua memória?
(22:29:01) Geovane Santos Li seu blog hoje, depois de saber pelo Entretextos que era a participante do bate-papo
(22:28:04) Geovane Santos O erotismo é uma marca muito comum nos textos que li ainda há pouco antes de ingressar aqui no Chat. Isso é uma imposição da literatura pós-moderna?
(22:27:36) Rosa Kapila Gostaria de saber se Geovane já leu meus textos.
(22:25:45) Rosa Kapila Fale Geovane!!!!
(22:24:19) Rosa Kapila Eu fiz o SALIPI recentemente mas não reconheci Teresina, acho tudo muito diferente. Eu lamento de ir pouco a minha terra, mas os problemas da vida tem me impedido.Em quase todo texto meu Teresina está presente..
(22:24:18) Rosa Kapila Eu fiz o SALIPI recentemente mas não reconheci Teresina, acho tudo muito diferente. Eu lamento de ir pouco a minha terra, mas os problemas da vida tem me impedido.Em quase todo texto meu Teresina está presente..
(22:22:39) Geovane Santos entrando na conversa...
(22:21:42) Rosa Kapila Meu retorno é espiritual, porém na cola da Poesia as pessoas compram meus livros juvenis,contos e ensaios. Meus livros estão sendo vendidos nas Lojas Americanas. Para mim isso é o paraíso da felicidade porque estou em um local muito comercial. Também tenho cerca de 50 prêmios literários. Isso ajuda.
(22:20:18) Silvia Botelho Que lembranças de Teresina ainda se conservam na mente da senhora e como aparecem em sua literatura?
(22:18:41) Rosa Kapila Tudo me estimula. Mas gosto de escrever andando porque adiciono as imagens de rua em meus textos. Só escrevo à mão, depois é que passo para o computador. Também gosto de escrever deitada.
(22:18:29) Silvia Botelho Olá, professora! Sou estudande de jornalismo e por esse portal descobri sua poesia. Explique melhor o retorno que a internet tem dado à senhora...
(22:16:39) Rosa Kapila Acho mais difícil escrever Poesia. Quanto à parte física a Poesia é mais fácil porque é curta e fácil de relermos e consertarmos mil vezes..
(22:16:12) Silvia Botelho O que mesmo estimula a senhora a escrever?
(22:15:02) Rosa Kapila A Prosa é muito diferente da Poesia. Me apaixonei mais pela Poesia devido o retorno da internet.
(22:14:24) Silvia Botelho entrando na conversa...
(22:14:09) Rosa Kapila Antigamente minhas ideias surgiam mais dos sonhos. Minhas maiores reservas literárias estão em minha infância em Teresina. Hoje em dia calculo mais o que vou escrever. O importante é que escrevo todo dia desde os 14 anos.
(22:11:51) Rosa Kapila Gosto muito da Internet e, sempre respondo a quem me escreve.
(22:10:35) Rosa Kapila Agradeço o convite e quero dizer que gosto muito de conversar. Também faço letra de música e, também a melodia.
(22:08:42) Moderador De onde surgem suas reservas literárias, tanto na poesia quanto na prosa?
(22:08:41) Rosa Kapila Boa Noite, sou Rosa Kapila, escritora, professora doutora. Formação em Letras.
(22:07:37) Moderador Boa noite! Seja bem-vinda, escritora!
(22:06:07) Rosa Kapila entrando na conversa...
(21:54:56) Moderador entrando na conversa...
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

17.01.2019 - GUERRAS INÚTEIS

rEPUBLICADO

14.01.2019 - TIO GENARO E ANTÔNIO

TIO GENARO E ANTÔNIO

12.01.2019 - Trata-se de casos raros

Por que se diz “Trata-se de casos raros” mas ao mesmo tempo se pluraliza o verbo numa frase semelhante: “Tratam-se casos raros de câncer naquele hospital”?

10.01.2019 - O poeta João Carvalho na ágora do Ágora

Quando fui juiz em Capitão de Campos, já ouvia falar no João Carvalho, que havia sido médico nessa cidade, como um cidadão bem-humorado e cordato. Depois, o conheci pessoalmente e atesto essa opinião.

10.01.2019 - Pronome SE e indeterminação do sujeito

Vejamos os casos em que o verbo acompanhado do pronome se não configura voz passiva e, portanto, não se pluraliza

09.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - III

Prosa contemporânea, livros sobre livros

08.01.2019 - Livre-se

Acredito que quase todos os Extraordinários tenham problemas de espaço em casa no que toca à arrumação dos livros

08.01.2019 - NOVO TEXTO DE "A PANTERA"

NOVO TEXTO DE "A PANTERA"

07.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - II

Ficção científica, fantasia, autores paraibanos

06.01.2019 - Nathan Sousa: um poeta em ascensão

Não se pode negar

05.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - I

Aqui vão algumas das minhas leituras de 2018

04.01.2019 - Quarta-feira de Cinzas, sermões

O Padre Antônio Vieira é um notável autor binacional, brasileiro e português, vejamos um dos seus livros.

02.01.2019 - AS VOLTAS QUE A VIDA PODE DAR

Mudar é difícil. Aceitar a necessidade da mudança é ainda mais complicado. É sempre menos perturbador permanecer na mesma rotina de todos os dias, sabendo exatamente como agir ou quais decisões tomar.

26.12.2018 - A AGENDA MÁGICA

Era uma agenda

25.12.2018 - Auto de Natal em Copacabana

Auto de Natal em Copacabana

25.12.2018 - O METRO ADVERSO

O METRO ADVERSO

24.12.2018 - Cartinha Caprichada

⠀- Existe boneca que ri?

23.12.2018 - A teoria da decisão filosófica de Euryalo Cannabrava

A teoria da decisão filosófica de Euryalo Cannabrava

23.12.2018 - Marechal Henrique Dias Valadares

O acadêmico Reginaldo Miranda escreve sobre a vida de um brasileiro notável, nascido no Piauí.

22.12.2018 - Sobre a tradução poética

Uma das coisas mais incômodas quando a gente tenta traduzir poesia é a obrigação de seguir a métrica do original

21.12.2018 - Sentimentos e diminutivos plurais. Locução "quando de"

Não tropece na língua

19.12.2018 - Uma carta de amor

Talvez os Extraordinários não saibam, mas o mercado editorial no Brasil está num estado absolutamente calamitoso

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br