Dilson Lages Monteiro Quinta-feira, 17 de janeiro de 2019

Conversa de Escritor - Resumo

Convidado: Escritores Luiz Roberto Guedes e Edson Cruz
Tema: A formação do escritor
Dia: 15/01/14
Horário: 20h00


(22:59:45) ModeradorEntretextos saindo da conversa...
(22:59:29) Luiz Roberto Guedes Buenas noches a todos. Felicidades!
(22:58:55) ModeradorEntretextos Boa noite!
(22:58:25) Luiz Roberto Guedes Obrigado a voces, e peço desculpas, novamente, pelo atraso. Free lancer tem desses imprevistos. Saludos
(22:57:17) Luiz Roberto Guedes O interesse que ha nas oficinais seria, para o ministrador, encontrar gente nova e talentosa, que partilha de nossa devoção aa literatura/ e para os participantes, o contato com seus pares, a troca de visoes e experiencias. Quase como uma reunião de Alcoolatras Anonimos.
(22:56:30) ModeradorEntretextos em função do adiantado da hora, gostaria de agradecer sua participação no bate-papo, Guedes, é aproveitar para que informe sobre sua próxima oficina. Foi gratificante contar com sua presença. Obrigado!
(22:54:57) Luiz Roberto Guedes Nao tenho propriamente um ~interesse~ por oficinas. Ministro algumas, ocasionalmente, quando solicitado. Minha formação como escriba se deu entre quatro paredes, ao longo de eras. Na vida real, trabalhei como redator de publicidade, e mesmo esse treinamento foi recebido na trincheira, no dia a dia, com ~trainee~ de profissionais experientes.
(22:51:24) ModeradorEntretextos Como começou o seu interesse pelas oficinas literárias?
(22:51:23) Luiz Roberto Guedes O teor de uma oficina serah ditado pelos participantes, por aquilo que trazem, como texto, ou aquilo que buscam. Minha literatura juvenil eh muito ~informada~ pela literatura fantastica de todos os tempos, e eu procuro trabalhar esse genero em territorio brasileiro. Em geral, dou oficinas de ~literatura fantastica~, e isso ja seleciona um tipo especifico de autor, com interesses muito definidos. de
(22:49:59) ModeradorEntretextos entrando na conversa...
(22:48:50) Luiz Roberto Guedes Notei agora que minha resposta sobre ~concisão e clareza~ nao foi ao ar — falhou. Eu disse que Machado de Assis e Graciliano Ramos são meus santos de cabeceira, mas que aprecio tambem ao luxo verbal de um João Ubaldo Ribeiro, mcomo seu caudaloso ~Viva O Povo Brasileiro~.
(22:48:43) Pedro Paulo saindo da conversa...
(22:47:57) Pedro Paulo Você produz literatura infanto-juvenil. O que de sua experiência nesse campo é determinante no teor de suas oficinas?
(22:45:48) Luiz Roberto Guedes Se eu fosse um estatistico, diria que a memoria prepondera, eh mais ~operante~ que a imaginação// esta ultima tambem costuma decolar do ja sabido, assimilado, ~bebido~, como diz o Glauco. Claro que uma peça de ficção calcada na memoria tambem sera alterada pelo concurso da ~imaginação~. O caminho se faz ao andar, como disse o poeta Antonio Machado.
(22:42:41) Luiz Roberto Guedes (Por algum motivo, os acentos graficos ficaram inativos aqui nesta pagina)
(22:42:05) Pedro Paulo Qual o lugar da memória em sua oficinas?
(22:41:38) Luiz Roberto Guedes No que diz respeito a ~estilo~, essa escrita seca e objetiva se estabeleceu por conta de autores que praticaram o jornalismo (Hemingway [e um exemplo). Mas nao ha formulas certas para a expressão literraria. Glauco Mattoso costuma diser que ~cada um transpira aquilo que bebu~, para se referir aas influencias que o escritor ~iniciante~ recebe de seus modelos. O importante eh o autor ter muita consciencia da historia particular que pretende contar, e buscar sua maneira pessoal de narrar.
(22:37:53) Luiz Roberto Guedes Concisao
(22:36:47) edson cruz saindo da conversa...
(22:36:32) edson cruz Tranquilo, Guedes. nos falamos depois...
(22:35:57) edson cruz entrando na conversa...
(22:35:37) Pedro Paulo Quais as características de estilo que privilegia? Concisão e Clareza? Ou o quê?
(22:35:26) Luiz entrando na conversa...
(22:33:44) Luiz Roberto Guedes Boa noite, Edson Cruz! Desculpe o atraso.
(22:32:15) edson cruz saindo da conversa...
(22:30:37) Luiz Roberto Guedes Em oficinas, os particvipantes ja chegam escrevendo, produzindo, manifestanbdo seus pendores. O maximo que um ministrador pode fazer eh ser um ~facilitador~, apontar as qualidades que ja se insinuam nos textos de cada participante. Nao ha formulas nem ~saltos~ evolutivos: tudo passa pela pratica paciente
(22:28:58) Pedro Paulo entrando na conversa...
(22:25:41) Moderador O que faz de particular, nas oficinas, a fim de que os participantes descobram o estilo, aquilo que os individualiza?
(22:24:10) Luiz Roberto Guedes Minhas leituras teóricas sao esparsas e aleatorias. No entanto, acho que o autor nativo deve privilegiar aqueles que refletem sobre a nossa literatiura, gente do naipe de de Antonio Candido, Luiz Costa Lima e outros mestres. Como a poesia [e minha linguagem primeira, acabei lendo mais ensaios de poetas, como Octavio Paz, Eliot, Auden
(22:22:10) Moderador Com você costuma organizar suas oficinas?
(22:20:12) edson cruz aqui em sampa, já choveu, mas está abafado. calor...
(22:19:41) Moderador Amigos, aqui em Teresina chove bastante no momento. Chuva torrencial!
(22:19:07) Moderador Quais leituras teóricas você julga mais importantes para um escritor iniciante já experimentado na leitura dos clássicos?
(22:17:49) Luiz Roberto Guedes senso (auto)critico
(22:17:16) Luiz Roberto Guedes O que torna um escritor \"melhor\" (mais autoconsciente ou mais hábil) é a passagem do tempo, a leitura constante de ficionistas universais e nativos, e um implacável sento (auto)crítico.
(22:17:07) edson cruz grato pelo convite. grato a todos. espero não ter dito muita besteira.
(22:16:44) Moderador Obrigado pela participação, Edson!
(22:16:29) edson cruz fala, Guedes.
(22:15:04) edson cruz já falei demais. vai q é são suas, Guedes.
(22:14:47) Moderador A pergunta vai para ambos, para Guedes e para Edson?
(22:14:37) Luiz Roberto Guedes Pra quem é essa pergunta?
(22:14:12) Moderador Sua experiência como ministrante de oficinas tem contribuído para torná-lo um escritor melhor?
(22:13:14) Moderador Entendemos, seja bem-vindo! Edson, que tal permanecer conosco por mais tempo?
(22:13:02) Luiz Roberto Guedes Peço desculpas a todos pelo \"embaço\". Espero que tenham se divertido.
(22:12:53) edson cruz o Guedes sempre tem o q dizer... instiguem o homem. é um dos caras mais lúcidos (mesmo bêbado) que conheço.
(22:12:27) Luiz Roberto Guedes Tive um imprevisto de trabalho, só pude escapar agora.
(22:12:19) Moderador Estamos recebendo também a presença do ilustre Luiz Roberto Guedes!
(22:11:44) Luiz Roberto Guedes Olá! Alguém em casa?
(22:11:43) edson cruz rs... o Guedes entrando agora.
(22:11:43) Moderador Opa, os amigos concordam em estender a oficina?
(22:11:37) Poeta Jonas saindo da conversa...
(22:11:11) Luiz Roberto Guedes entrando na conversa...
(22:10:29) edson cruz o Carrero vai dar sua oficina de romance lá tbém. o cara é um mestre. imperdível.
(22:09:57) Moderador Divulgaremos em Entretextos!
(22:09:54) edson cruz nossa, passou muito rápido.
(22:09:45) edson cruz há outras rolando por lá. será por Skype, fechando uma turma. deem uma olhada.
(22:09:03) edson cruz vou dar uma oficina on-line nesse link: http://afconsultoria.wix.com/oficinas
(22:07:48) edson cruz opa, Moderador.
(22:07:30) edson cruz aliás, Pound dizia q os iniciantes não deveriam confiar em alguém q não se deu ao trabalho de escrever o seu livro, de mostrar seu trabalho. falar sobre o trabalho dos outros pode ser fácil, cruel e encobridor de mediocridades.
(22:05:59) edson cruz Jonas, acho bacana os poetas jovens e joviais ocupando espaço. pq não? as cooperativas. as antologias. tudo é bem-vindo. lançar um livro é importante sim. materializar o projeto. é necessário ter um projeto e qdo o livro sai ele interfere no meio. e vc tbém muda com isso, com a recepção ou não. é outro estágio da caminhada. é preciso lançar, não ficar só se masturbando, se achando o máximo sem mostrar o trabalho, dar a cara pra bater...
(22:04:41) Moderador Prezado Edson, para finalizar, gostaria de pedir que informasse aos leitores sobre onde participar de oficinas ministradas por você e que recomende também outras. Foi uma satisfação tê-lo conosco!
(22:03:09) Moderador Você dialogo com a psicanálise nas oficinas?
(22:02:45) edson cruz não o Cronópios não me influenciou nesse sentido, e sim a cena, os autores, os amigos q tbém fazem oficinas, o aprendizado gerado por elas e relatado por eles.
(22:02:05) Moderador entrando na conversa...
(22:01:43) edson cruz quando vemos estamos falando de estética, de atitude estética, de Cage, de música.
(22:01:17) edson cruz é assustador a quantidade de temas e saberes que a poesia arregimenta. sempre de acordo com o retorno e questionamentos feitos pelos oficinandos, falamos da Linguagem e como alguns filósofos a encaravam, Psicologia da Forma, aquela experiência do Khoeler, o makete e o maluma, lembra?
(21:59:28) Simone Freitas O cronópios tem alguma influência sobre suas escolha em ministrar oficinas literárias?
(21:59:00) Geovane saindo da conversa...
(21:58:00) edson cruz qdo falamos e lemos os surrealistas, exercitamos os cadáveres esquisitos, e cada um faz um poema do sonho do colega do lado.
(21:57:54) Simone Freitas A filosofia e outras vertentes de saberes estão presentes nas oficinas?
(21:56:59) edson cruz passamos por várias formas, fazemos haicais pra exercitar a captação de imagens, seu a intrusão do eu, e ao mesmo tempo treinar a concisão.
(21:55:59) edson cruz afora esses exercícios pontuais, instigo os alunos a trazerem o que estiverem escrevendo pra analisarmos e reescrevermos juntos, onde todos participam dando pitacos. é maravilhoso o que aprendemos nesses momentos.
(21:55:39) Simone Freitas Bonita a sua história!
(21:54:43) edson cruz a tradição, pra depois abandoná-la.
(21:54:23) edson cruz Simone, proponho temas e formas para exercícios práticos q devem ser feitos por todos, alguns na sala, outros pra mostrar no próximo encontro. por exemplo, como começamos a falar das formas fixas, elegemos o Soneto, depois de entendê-lo em sua forma e andamento e o praticamos. muitos alunos tem ali o primeiro contato e percepção da dificuldade de se escrever em uma métrica, escolher a palavra exata, conduzir do andamento do tema para o terceto matador... é um exercício bom, pois aprendemos...
(21:52:40) Poeta Jonas O que você acha de poetas novos tendo cada vez mais espaço, sendo em editoras iniciantes, internet, outros meios? Aproveito para perguntar se o lançar livro é importante para o crescimento literário do iniciante.
(21:50:37) edson cruz ele tem razão, mas no meu caso em particular, foi a partir dessa minha ação q tudo começou. o contato com autores, principalmente com os críticos. tomei coragem e montei um site, o Cronópios, e em 1 ano já estava inserido e dialogando com dezenas de autores vivos do maior quilate.
(21:50:09) Luiz Filho Os escritores iniciantes são muito cheios de influências que, muita vez, dificulta que ele encontre um estilo próprio ou algo parecido. Como vc lida com essas dificuldades em seus oficinandos? Que lhes sugere para que eles encontrem um \"fiat lux\" que os desvie do caminho dessas influências de estilo?
(21:48:57) edson cruz Simone, eu fiz muitas coisas antes de encarar minha paixão pela escrita. qdo dei por mim, já tinha feito psicologia, música etc etc e não sabia qual era o caminho para ser escritor. então, apesar de tudo o q diziam, entrei em um curso de Letras. na primeira semana, tive aulas com o Luiz Tatit, de Linguística, e ele foi logo dizendo. se vcs estão aqui pensando q vão aprender a escrever, se tornar escritores, desistam... rs
(21:48:12) Geovane De que forma as oficinas se preocupam em não tolher as formas individuais de expressão literária, tendo em vista as diversidades estéticas, a busca pela inovação estética?
(21:48:07) Simone Freitas Em suas oficinas, de que maneira, na prática, você trabalha o processo criativo, a fim de que os encontros não sejam apenas teorias ou leituras
(21:46:30) edson cruz ah sim, Jonas. entendi. sim. de talento o inferno está cheio. e o pior q a Terra tbém. talento é mais q meio caminho andado, mas é preciso efetivar esse talento conhecendo o q já foi feito, a tradição, dominando algumas ferramentas q lhe tocam. mas não precisa ser em uma oficina. pode ser na relação com amigos leitores, bons leitores críticos, professores, e tbém a própria trajetória e questionamentos dos poetas que vc elegeu amar...
(21:44:16) Simone Freitas Como estudante de Letras, acho que as universidades ainda são excessivamente teóricas. Dizem-me que ela não visar formar artistas. O que você acha do tratamento que elas dão à literatura?
(21:43:48) edson cruz Luiz, eu escolho a partir de minhas referências e aprendizado. e tbém, visando ao efeito q quero gerar nos ouvintes. afinal, até a produção dos alunos se efetivar, até criarmos as bases para um diálogo onde nos compreendamos, eu estou ali para conduzir, facilitar, puxar tapete, questionar convicções e ingenuidades em relação à poesia, ao poeta, a língua, à inspiração etc...
(21:42:31) Poeta Jonas Não, pelo contrário... quis dizer que, você acredita que mesmo tendo o talento natural, a técnica e ensinamentos passados nas oficinas são essenciais para um poeta? (me expressei melhor agora?)
(21:41:15) Geovane É possível realizar uma carreira , produzir uma boa obra literária sem que se passe por uma oficina?
(21:41:02) edson cruz como assim, Jonas? vc quer dizer, o poeta que não estuda. não lê?
(21:40:26) Poeta Jonas Edson, acredito que as oficinas são essenciais para um poeta - ainda não fiz mas pretendo fazer este ano - mesmo assim, na sua opinião, um poeta que apoia-se somente no talento tem muito a perder??
(21:38:45) Poeta Jonas entrando na conversa...
(21:38:15) edson cruz não sei exatamente. o mercado está cada vez mais inflacionado. e isso é bom. mas há q haver leitores. lembrem-se do q disse o Zaid.
(21:37:59) Luiz Filho No trabalho com seus oficinandos, quais seus critérios para definir \"os poemas escolhidos a dedo\" de que falou? Vc utiliza suas influências ou elas são somente um ponto de partida para que o grupo possa definir outras? Como funciona essas escolhas?
(21:36:42) edson cruz isso é algo q chamo atenção já no primeiro encontro da Oficina. e aí temos q passar a prestar atenção no que lemos e no que escrevemos.
(21:36:21) Simone Freitas Você acredita que as oficinas literárias estão influenciado também no mercado editorial?
(21:35:36) edson cruz Simone, há sim um aprendizado do som, do ritmo, e do efeito que causam para q o poema resulte ou não. para que a caixinha do poema, como dizia Cabral, faço o clique ou não.
(21:35:08) Simone Freitas Já me disseram que poeta ler muita prosa... Concordo!
(21:34:26) edson cruz um poeta ou postulante a poeta deve ler muito e de todos os campos do conhecimento. e ler todos os gêneros. e todas as fases da poesia.
(21:34:25) Simone Freitas Não ha, na sua concepção, uma estilística do som, do ritmo, considerando as emoções que certos sons causam em nós?
(21:33:17) edson cruz elas são muitas...
(21:32:55) edson cruz no caso da Poesia, devemos fujir da estilística. a melhor estilística é ler os poemas q interessam ser lidos. aprender a selecionar e a entender as árvores da florestas. pq elas muitas.
(21:31:47) edson cruz isso é bom, a meu ver. pensando no futebol: qto mais escolinhas de futebol houver, melhor. qto mais campos de várzea pra se treinar, melhor.
(21:31:18) Simone Freitas Recomenda algum livro de estilística, precisamente?
(21:30:45) edson cruz e a visão de que a poesia é uma eterna indecisão entre o som e o sentido é fundamental na minha forma de ver, analisar e escrever poemas...
(21:30:29) Geovane Como Edson Cruz vê a proliferação das oficinas literárias dentro e fora do meio universitário?
(21:29:55) edson cruz o entender poético e diferenciando em relação à prosa q o Paz nos traz é fundamental.
(21:29:28) edson cruz a noção de concisão de Pound é fundamental para se pensar a poesia.
(21:29:01) edson cruz Simone, justamente os três que menciona são os que comento nos dois primeiros encontros...
(21:28:19) edson cruz depois de lermos, pensarmos e questionarmos as noções de poesia, tentamos ver o que caracteriza o poema. pois, afinal, o que pode ser dito de outra forma já não é mais poesia.
(21:27:55) Simone Freitas Que poetas-teóricos elege como fundamentais? Valery, Pound, Octávio Paz?
(21:27:10) edson cruz depois, vou propondo exercícios de escrita, e vamos lendo juntos e analisando e identificando os resultados. todos falam. todos escrevem, todos criticam. escrever, antes de mais nada e aprender a pensar corretamente...
(21:26:19) Geovane entrando na conversa...
(21:26:07) edson cruz bem, minha praia, por eqto é a poesia. começo, justamente, problematizando a noção de poesia. o que seria poético e não poético. separando poesia de poema. primeiro pensando com os oficinandos, ouvindo, lendo alguns poemas escolhidos a dedo e q problematizam o fazer poético.
(21:25:59) Simone Freitas Vou beber na fonte desse autor...
(21:23:20) Simone Freitas Há uma infinidade de livros tratando sobre o aprimoramento do estilo. O que você mais utiliza em suas oficinas e aulas sobre criação?
(21:23:01) edson cruz problematiza o gênero romance.
(21:22:28) edson cruz linguagem fragmentária. fórmulas matemáticas misturadas a um fio de narrativa. coisas malucas a la Cortázar formando um capítulo. mas, ligando tudo um projeto poético, imagens não convencionais mas q refletem bem o homem e a vivência contemporânea. genial.
(21:21:47) Simone Freitas O que ele fez de tão inusitado?
(21:20:26) edson cruz já ouviram falar do Projeto Nocilla, do espanhol Agustín Fernandez Mallo. uma loucura o texto do cara. ele é físico e poeta e escreveu uma trilogia em prosa q está causando furor na Espanha.
(21:19:03) Luiz Filho Boa noite.
(21:18:27) Luiz Filho entrando na conversa...
(21:18:12) edson cruz aliás, há textos maravilhosos, contemporâneos, q vc tem q apertar pra sair uma história. o texto é sempre tecitura, ou tessitura, tecido, então, no final das contas saber costurar e surpreender é o q mais importa em uma escrita contemporânea..
(21:18:01) Luiz Filho de Olivei entrando na conversa...
(21:17:55) Simone Freitas È preciso intimidade com as palavras! E experiência de vida - vivência dos sentidos! Vocês concordam?
(21:16:20) edson cruz nem sempre ter uma boa história pra contar resulta em um bom texto. aliás, quase nunca. rs..
(21:15:56) Simone Freitas Exercitar a linguagem a exaustão é uma tarefa primária para o escritor. Não basta ler, ler, ler... embora essa também seja uma condição. É preciso se preparar. Verdade, Edson!
(21:15:10) edson cruz Simone, vc disse coisas importantes. a excelência vem do constante treino. e tbém do erro.
(21:13:18) Simone Freitas O que precisa necessariamente um escritor para escrever com excelência? No caso da prosa, dominar as figuras, ter uma bela história para contar? No caso da poesia, saber produzir imagens e construir o ritmo?
(21:12:54) edson cruz alguém discorda?
(21:11:08) Simone Freitas entrando na conversa...
(21:10:31) edson cruz precisa estudar, praticar, exercitar, errar, mostrar, ouvir, ter pretensão e humildade...
(21:10:03) edson cruz é como a formação de um músico, ou a de um dançarino...
(21:08:55) Moderador Boa noite! Formar escritores, esse parece ser um desafio pretencioso, diriam os mais conservadores. O que diz o escritor que é profissional do texto?
(21:07:57) edson cruz boa noite a quem tiver ouvidos para ver...
(21:07:10) edson cruz entrando na conversa...
(21:05:23) Moderador entrando na conversa...
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

17.01.2019 - GUERRAS INÚTEIS

rEPUBLICADO

14.01.2019 - TIO GENARO E ANTÔNIO

TIO GENARO E ANTÔNIO

12.01.2019 - Trata-se de casos raros

Por que se diz “Trata-se de casos raros” mas ao mesmo tempo se pluraliza o verbo numa frase semelhante: “Tratam-se casos raros de câncer naquele hospital”?

10.01.2019 - O poeta João Carvalho na ágora do Ágora

Quando fui juiz em Capitão de Campos, já ouvia falar no João Carvalho, que havia sido médico nessa cidade, como um cidadão bem-humorado e cordato. Depois, o conheci pessoalmente e atesto essa opinião.

10.01.2019 - Pronome SE e indeterminação do sujeito

Vejamos os casos em que o verbo acompanhado do pronome se não configura voz passiva e, portanto, não se pluraliza

09.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - III

Prosa contemporânea, livros sobre livros

08.01.2019 - Livre-se

Acredito que quase todos os Extraordinários tenham problemas de espaço em casa no que toca à arrumação dos livros

08.01.2019 - NOVO TEXTO DE "A PANTERA"

NOVO TEXTO DE "A PANTERA"

07.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - II

Ficção científica, fantasia, autores paraibanos

06.01.2019 - Nathan Sousa: um poeta em ascensão

Não se pode negar

05.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - I

Aqui vão algumas das minhas leituras de 2018

04.01.2019 - Quarta-feira de Cinzas, sermões

O Padre Antônio Vieira é um notável autor binacional, brasileiro e português, vejamos um dos seus livros.

02.01.2019 - AS VOLTAS QUE A VIDA PODE DAR

Mudar é difícil. Aceitar a necessidade da mudança é ainda mais complicado. É sempre menos perturbador permanecer na mesma rotina de todos os dias, sabendo exatamente como agir ou quais decisões tomar.

26.12.2018 - A AGENDA MÁGICA

Era uma agenda

25.12.2018 - Auto de Natal em Copacabana

Auto de Natal em Copacabana

25.12.2018 - O METRO ADVERSO

O METRO ADVERSO

24.12.2018 - Cartinha Caprichada

⠀- Existe boneca que ri?

23.12.2018 - A teoria da decisão filosófica de Euryalo Cannabrava

A teoria da decisão filosófica de Euryalo Cannabrava

23.12.2018 - Marechal Henrique Dias Valadares

O acadêmico Reginaldo Miranda escreve sobre a vida de um brasileiro notável, nascido no Piauí.

22.12.2018 - Sobre a tradução poética

Uma das coisas mais incômodas quando a gente tenta traduzir poesia é a obrigação de seguir a métrica do original

21.12.2018 - Sentimentos e diminutivos plurais. Locução "quando de"

Não tropece na língua

19.12.2018 - Uma carta de amor

Talvez os Extraordinários não saibam, mas o mercado editorial no Brasil está num estado absolutamente calamitoso

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br