Dilson Lages Monteiro Sábado, 19 de janeiro de 2019
Paradoxo
Margarete  Hülsendeger
Tamanho da letra A +A

AS VOLTAS QUE A VIDA PODE DAR

AS VOLTAS QUE A VIDA PODE DAR

 Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos.

Eduardo Galeano

Mudar é difícil. Aceitar a necessidade da mudança é ainda mais complicado. É sempre menos perturbador permanecer na mesma rotina de todos os dias, sabendo exatamente como agir ou quais decisões tomar. A vida torna-se um lugar seguro, onde tudo pode ser previsto sem sustos ou sobressaltos.

A vida, no entanto, não está preocupada com os nossos sonhos de segurança. Ela, na verdade, é uma senhora com vontade própria que toma as suas decisões sem perguntar se estamos felizes com elas. Por essa razão, muitas vezes temos dificuldades em compreender e até mesmo admitir a necessidade de certas transformações. Quem sabe seja por isso que nos agarramos com unhas e dentes a rotina. Ela nos dá a ilusão de termos tudo sob o nosso controle.

Todavia, eu sei, e você também sabe, que muito pouca coisa está realmente sob o nosso controle. Família, amigos, amores, trabalho, enfim tudo constitui uma grande e complexa teia na qual a mudança está inevitavelmente inserida.

Mudar de família não é possível, alguns dirão. É verdade, parentes não se escolhem. Trocar de emprego em dias de crise econômicaprincipalmente se isso significa largar um trabalho bem remunerado – é inadmissível. Afinal, como ouvi uma vez, “quem não tem dinheiro não se pode dar ao luxo de enlouquecer”.

Entretanto, existem pessoas que conseguem não mudar de emprego, mas também romper com uma rotina familiar desgastante, simplesmente porque pararam de se importar com o que os outros pensam ou falam. Suas decisões deixam de ser orientadas no sentido de satisfazer o outro e passam a ser definidas a partir do que é melhor para elas. Parece egoísmo, eu sei, mas se pensarmos no quanto a infelicidade e a tristeza podem nos deprimir, deixaremos a culpa de lado e trataremos de encontrar caminhos que nos tragam mais satisfação.

Mudar é sinônimo de movimento. E sendo movimento, na maioria das vezes, não ocorre instantaneamente. É um processo que nos obriga a olhar com mais calma e atenção para o que está além de nós.

Mudar desacomoda, desestabiliza. E essa nem sempre é uma sensação agradável. Pelo contrário. Ela pode ser até muito sofrida. Daí a rotina, os modelos que nos autoimpomos, as cordas com as quais nos amarramos, tudo com um único fim: evitar as mudanças realmente perigosas. Entretanto, é da vida mudar e nãomeios de se opor a que isso aconteça.

O primeiro passo para não se ter medo das mudanças quem sabe seja esquecer que a vida é feita de absolutos. São eles os responsáveis por nos impedir de olhar com esperança e otimismo as transformações que ocorrem à nossa volta. Para evitar a dor provocada pelo medo, é preciso perceber as possibilidades no lugar das certezas. Convicções firmes demais são ilusões de verdades criadas com o único fim de sentirmos uma pseudossegurança.

Portanto, talvez tenhamos de nos questionar sobre o que queremos da vida. Desejamos continuar como simples espectadores ou preferimos assumir o papel do protagonista? Pense sobre isso e não tenha medo de encarar as mudanças de frente, elas existem justamente para nos fazer seguir adiante sem arrependimentos ou culpas. Afinal, como diz um antigo provérbio chinês: “Se você não pode mudar a direção, terminará exatamente onde partiu”.

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

02.01.2019 - AS VOLTAS QUE A VIDA PODE DAR

01.12.2018 - PRESSÁGIOS: DAS MOIRAS AOS SUECOS

05.03.2018 - Elétrons

12.02.2018 - OS LIMITES DA LOUCURA

04.12.2017 - PERDIDA

04.11.2017 - LIÇÃO DE CASA

03.10.2017 - HERESIA! PARTE II

05.09.2017 - HERESIA!

07.08.2017 - DIÁRIO DE UM SOBREVIVENTE - PARTE III

03.06.2017 - DIÁRIO DE UM SOBREVIVENTE - PARTE II

08.05.2017 - DIÁRIO DE UM SOBREVIVENTE - PARTE I

01.04.2017 - UM ARCO-ÍRIS SÓ MEU

13.01.2017 - O PRÍNCIPE - PARTE I

04.09.2016 - A CASA AZUL

05.06.2016 - VESTIDA DE NEGRO

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

17.01.2019 - GUERRAS INÚTEIS

rEPUBLICADO

14.01.2019 - TIO GENARO E ANTÔNIO

TIO GENARO E ANTÔNIO

12.01.2019 - Trata-se de casos raros

Por que se diz “Trata-se de casos raros” mas ao mesmo tempo se pluraliza o verbo numa frase semelhante: “Tratam-se casos raros de câncer naquele hospital”?

10.01.2019 - O poeta João Carvalho na ágora do Ágora

Quando fui juiz em Capitão de Campos, já ouvia falar no João Carvalho, que havia sido médico nessa cidade, como um cidadão bem-humorado e cordato. Depois, o conheci pessoalmente e atesto essa opinião.

10.01.2019 - Pronome SE e indeterminação do sujeito

Vejamos os casos em que o verbo acompanhado do pronome se não configura voz passiva e, portanto, não se pluraliza

09.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - III

Prosa contemporânea, livros sobre livros

08.01.2019 - Livre-se

Acredito que quase todos os Extraordinários tenham problemas de espaço em casa no que toca à arrumação dos livros

08.01.2019 - NOVO TEXTO DE "A PANTERA"

NOVO TEXTO DE "A PANTERA"

07.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - II

Ficção científica, fantasia, autores paraibanos

06.01.2019 - Nathan Sousa: um poeta em ascensão

Não se pode negar

05.01.2019 - Algumas leituras de 2018 - I

Aqui vão algumas das minhas leituras de 2018

04.01.2019 - Quarta-feira de Cinzas, sermões

O Padre Antônio Vieira é um notável autor binacional, brasileiro e português, vejamos um dos seus livros.

02.01.2019 - AS VOLTAS QUE A VIDA PODE DAR

Mudar é difícil. Aceitar a necessidade da mudança é ainda mais complicado. É sempre menos perturbador permanecer na mesma rotina de todos os dias, sabendo exatamente como agir ou quais decisões tomar.

26.12.2018 - A AGENDA MÁGICA

Era uma agenda

25.12.2018 - Auto de Natal em Copacabana

Auto de Natal em Copacabana

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br