Dilson Lages Monteiro Quarta-feira, 26 de setembro de 2018
Não tropece na língua
M. T. Piacentini
Tamanho da letra A +A

Uso impessoal de haver, ter e fazer

Emprega-se o verbo haver como impessoal – isto é, sempre na 3ª pessoa do singular – quando tem o sentido de existir. Este é um dos casos de “oração sem sujeito”. Exatamente por isso o verbo haver fica neutro, impessoal, pois ele não tem um sujeito com quem concordar. Os substantivos que complementam o verbo haver são considerados seu objeto direto. Assim, para atender aos preceitos da língua culta, é preciso observar a forma no singular quando o verbo haver está conjugado nos tempos pretéritos ou futuros (no presente dificilmente se cometeria um engano: ninguém diria *hão outros casos). Exemplos:


Não há / haverá / haveria soluções a curto prazo.

Não mudaremos o país se não houver transformações profundas na Educação Básica.

Se houvesse mais justiça, haveria menos descontentes.

Para que haja menos neuroses é preciso reeducar as pessoas.

Vamos apurar todas as irregularidades que houver, disse o relator da CPI.


As mesmas frases, se construídas com existir, teriam o verbo flexionado de acordo com o substantivo, que aí é considerado o sujeito do verbo existir:


Não existem soluções a curto prazo. 

Se existisse mais justiça, existiriam menos descontentes.

Para que existam menos neuroses é preciso reeducar as pessoas.

Vamos apurar todas as irregularidades que existirem.


Em algumas situações também se pode substituir "haver" por outros verbos:


Se houver/ ocorrerem problemas, teremos de devolver o dinheiro.

Não é natural que haja/ aconteçam tantos distúrbios.

Às vezes, havia/ encontravam-se vasilhas de cerâmica aos pés dos mortos.


HAVER NAS LOCUÇÕES VERBAIS


Quando o verbo haver no sentido de existir faz parte de uma locução verbal, ele transfere sua impessoalidade ao verbo auxiliar dessa locução, que permanece, por isso, no singular:


Deve haver outras técnicas para melhorar o cultivo.

Pelas informações recebidas, está novamente havendo discussões clandestinas.

Está havendo coisas de arrepiar os cabelos. 

Não sei se chegou a haver sessões no Senado naquele período.


HÁ = TEM


Também o verbo ter, quando utilizado como haver, fica impessoal, sem sujeito, portanto sem o acento circunflexo no presente: "Tem pessoas assim em todo lugar". E singular no pretérito: "Na festa tinha mais mulheres que homens".


Este é um uso bastante coloquial, muito comum no Brasil; basta ver os versos de Chico Buarque “Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu...” Assunto abordado com mais detalhes em Não Tropece na Língua 289.
 

VERBO FAZER IMPESSOAL


Da mesma forma que haver, fazer conserva-se na 3ª pessoa do singular quando indica tempo transcorrido ou fenômeno meteorológico. Estando o verbo fazer na função de verbo impessoal (sem sujeito), deve também assumir a forma impessoal o verbo auxiliar que porventura o acompanhar:


Faz dois dias que não chove. 

Dizem que faz 10 meses estão se preparando para o concurso.

Quando saí da cidade, fazia 40 graus à sombra.

Em julho fez uns dias de verão.

Vai fazer cinco anos que eles estão noivos.

Poderá fazer três anos sem que ele saia do sanatório.

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

23.09.2018 - Uso impessoal de haver, ter e fazer

24.06.2018 - Fazer e escrever agradecimento

11.06.2018 - A que ponto chegamos

22.02.2018 - Verbos visar e penalizar

17.01.2018 - Crase com hora + até a

05.10.2017 - Casar, sentar, mudar, divociar - verbos pronominais

28.08.2017 - casar, mudar, sentar, divorciar - verbos pronominais

19.08.2017 - Infinitivo e subjuntivos - diferenças

06.08.2017 - Omissão de que e não omissão de verbo

30.06.2017 - Ter por haver

24.04.2017 - Aspas simples por ironia vale?

30.03.2017 - O uso de não como prefixo

05.01.2017 - De festas e cerimônias

11.12.2016 - Norma culta e língua padrão - I

28.11.2016 - Fui eu que fiz o jantar

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

25.09.2018 - BERNARDO GUIMARÃES E JOÃO GUIMARÃES ROSA: DOIS CASOS DE METANARRATIVA

Ao abordarmos a questão da metanarrativa

24.09.2018 - A arte do estilo

O estilo é o resultado não só do que o cara sabe fazer muito bem, mas do que ele não consegue fazer direito

23.09.2018 - A índia Maacu

Bruscamente, incompreensivelmente, irrompendo com fúria e fulgor como Febo no horizonte

23.09.2018 - Uso impessoal de haver, ter e fazer

Emprega-se o verbo haver como impessoal – isto é, sempre na 3ª pessoa do singular – quando tem o sentido de existir.

20.09.2018 - O maçom e barbeiro Chagas Vieira

Um Mestre da tesoura e da Sublime Arte Real.

19.09.2018 - praça da saudade

praça da saudade

13.09.2018 - Didi

Enquanto o Didi trabalhava, meu vizinho enxugava uma cerveja estupidamente gelada, a olhar o trabalho.

13.09.2018 - Reflexão sobre o chamado ensino domiciliar

Na área da Educação

12.09.2018 - Marina Silva dá entrevista ao jornal "O Globo"

Uma das três candidaturas equilibradas (junto com José Maria Eymael e Álvaro Dias) expõe suas ideias e posições.

12.09.2018 - TRISTE CENA BRASILEIRA

uMA ADVOGADA

04.09.2018 - CLANDESTINIDADE: poema de Jefferson Bessa

POESIA

04.09.2018 - Minha resposta a um comentário de uma escritora sobre a tragédia do Museu Histórico Nacional

SUA BREVE E INCISIVA

04.09.2018 - Mergulhando nas lembranças de Cavour

Li e reli, salteadamente, vários trechos e legendas. Me concentrei nas fotos de carros, pessoas, prédios, praças e paisagens.

01.09.2018 - Os entrevistadores carrancudos

A vergonhosa atitude de dois repórteres da Globo

31.08.2018 - CAMPANHAS ELEITORAIS ACADÊMICAS

Pertencendo a mais de uma dúzia de entidades culturais, nove delas academias, creio ter alguma experiência para discorrer sobre o assunto assinalado no título deste texto.

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br