Dilson Lages Monteiro Segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018
Letra viva - Cunha e Silva Filho
Cunha e Silva Filho
Tamanho da letra A +A

TRADUÇÃO DO POEMA "LES DIX PARTIES DU DISCOURS"


LES DIX PARTIES DU DISCOURS

 

Le plus maigre de toute la famille
A de sa race le plus l’estampille:
C’est l’article mince comme une fille.

Le nom se prélasse fait l’important,
Du domain des phrases il est roi tant
Para l’égoïsme que par le clinquant.

L’adjectif, son três humble satellite,
L’aCcompagne comme une ombre maudite
Ou comme sa chienne favorite.

Tel un proconsul romain, le pronom
Tient le haut rang de son maître le nom
Don’t il va sauvegarder le renom.

Verbe est l’exécuteur de hautes oeuvres
De sa majesté le nom. Mais il oeuvre
Souvent une trahison de coulevre.

Et fait de son souverain son sujet,
Ou sa victime, aidé par son valet,
Le participe passé, grand suspect.

Comment agir voilà ce que l’adverbe,
Em sourdine ou bruyamment, dit au verbe.
En mal, il peut changer l’acte superbe.

Enfin trois personnageS eN second:
Conjonction, officier de liaison
De l’État-Major général du nom.

Préposition, l’agent diplomatique
Qui decide de façon emphatique
Si l’on sera pour ou contre en pratique.

Et le clown, cet inévitable fou:
Intejection: plein de bruit, de courroux,
Vide de pensée, pauvre bouche-trou.


AS DEZ PARTES DO DISCURSO

 

De toda a família a mais magra
Da sua espécie e mais visível
É o artigo, delgado como uma donzela.

Tem ares de prelado o substantivo
Do domínio da frase é rei tanto
Pelo egoísmo quanto pelo falso brilho.

O adjetivo, seu satélite mais humilde,
Qual sombra maldita
Ou como seu cão favorito o acompanha.

O pronome que nem um procônsul romano
De seu mestre substantivo ocupa a alta posição,
Cujo renome salvaguardar vai.

De altas obras de seu executor
De sua majestade, o substantivo é o verbo.
Pois, por vezes, age como uma serpente.

E de seu soberano o lugar assume
Ou dele faz vítima por seu criado auxiliado
O particípio passado, grande suspeito.

Como fica, assim, o advérbio
Que, em surdina, ou barulhentamente, ao verbo fala?
No mínimo, ele pode o ato soberbo mudar.

Por fim, três personagens auxiliares:
Conjunção, funcionário de ligação
Do Estado Maior geral do substantivo.

Preposição, o agente diplomático
Que, de modo enfático, decide
Se, na prática, seremos prós ou contras.

E o clown, este inevitável desvairado:
Interjeição: cheia de bulha, de furor,
Vazia de ideias, simples figuração.

                                                          (Trad. de Cunha e Silva Filho) 

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

16.02.2018 - POR UM RIO DE JANEIRO MAIS CARIOCA

11.02.2018 - O CONTO DE JOÃO ANTÔNIO: A MALANDRAGEM NA LINGUAGEM

04.02.2018 - A QUESTÃO DO TETO DA PREVIDÊNCIA

29.01.2018 - O PAÍS DAS DISPARIDADES

21.01.2018 - DONALD TRUMP NA PRESIDÊNCIA DOS ESTADOS UNIDOS

13.01.2018 - O GOVERNO FEDERAL E A OPINIÃO PÚBLICA: O CASO BRASILEIRO

29.12.2017 - Ente o "Céu" e o "Inferno"

19.12.2017 - UM BRASIL E UM NATAL DE 2017 PARA CADA UM

12.12.2017 - ONDE ESTÁ A VERDADE DA POLÍTICA BRASILEIRA?

03.12.2017 - POR QUE TANTA PRESSA?

03.12.2017 - MODERNISMO BRASILEIRO:A DIMENSÃO QUE LHE FALTOU (3)

30.11.2017 - TRADUÇÃO DO POEMA "LES DIX PARTIES DU DISCOURS"

29.11.2017 - MODERNISMO BRASILEIRO: A DIMENSÃO QUE LHE FALTOU (CONCLUSÃO)

14.11.2017 - MODERNISMO BRASILEIRO: A DIMENSÃO QUE LHE FALTOU (2)

10.11.2017 - MODERNISMO BRASILEIRO: A DIMENSÃO QUE LHE FALTOU

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

16.02.2018 - POR UM RIO DE JANEIRO MAIS CARIOCA

Conseiderada internacionalente

16.02.2018 - POEMA DE TUFIC

Sou tão frágil, meu bem, que um som, de leve

15.02.2018 - O TALENTO ESCULTÓRICO DE BRAGA TEPI

Sem dúvida, pelo que pude perceber das peças constantes do álbum, é um dos maiores escultores do Piauí, e inegavelmente é um dos grandes artistas brasileiros.

14.02.2018 - MORRE JORGE TUFIC

Rostos que nunca vi, jacintos murchos

14.02.2018 - D. Fr. Francisco de Lima, Bispo de Pernambuco.

O acadêmico Reginaldo Miranda traça o perfil biográfico de um importante bispo do período colonial.

13.02.2018 - DE LOS HERMOSOS EL RETOÑO ANSIAMOS

DE LOS HERMOSOS EL RETOÑO ANSIAMOS

12.02.2018 - OS LIMITES DA LOUCURA

Algo puede ser real, haber sucedido, y al contarlo sonar a falso. Y una pura invención inverosímil puede parecer lo mas real del mundo (Mariana Mayoral).

11.02.2018 - O CONTO DE JOÃO ANTÔNIO: A MALANDRAGEM NA LINGUAGEM

Este capítulo pretende

11.02.2018 - Opressão odiosa às mulheres

É preciso chamar a atenção para essa nova forme de extremismo político que se traveste em religião; o fundamentalismo islâmico

09.02.2018 - O JUIZ RAIMUNDO CAMPOS

O Dr. Raimundo Campos foi juiz de Regeneração e Amarante por vários anos. Homem sem jaça, de reputação ilibada.

07.02.2018 - A PANTERA 6.

A PANTERA 6.

07.02.2018 - A MORTE DO MUNDO

Cammile Flammarion escritor de talento

06.02.2018 - CONSTITUIÇÃO da República Federativa do Brasil

CONSTITUIÇÃO da República Federativa do Brasil

05.02.2018 - A VOZ DA CONDENAÇÃO

Não, não posso entender o que aconteceu, naquele labirinto da História

04.02.2018 - A QUESTÃO DO TETO DA PREVIDÊNCIA

O presidente

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br