Dilson Lages Monteiro Domingo, 25 de fevereiro de 2018
Crônica de sempre
Rogel Samuel (atualização diária)
Tamanho da letra A +A

A MORTE DO MUNDO

 

 
Rogel Samuel
 
Nasceu em Montigny- Le-Roy, França, em 26 de fevereiro de 1842. Faleceu em Juvissy, também na França, no 4 de junho de 1925.
 
Cammile Flammarion escritor de talento, astrônomo, pertenceu ao Observatório de Paris, de onde se retirou em 1862, ao publicar "A pluralidade dos mundos habitados”, texto de  argumentação dentro dos conhecimentos da época. Premiado pela Academia Francesa com o prêmio Montyon, em 1880, o seu livro "Astronomia Popular".
 
Seu prestígio como escritor junto à crítica universitária prejudicado porque era espírita, crítica sempre muito preconceituosa a vários respeitos.
 
Ele esteve, desde o início da doutrina espírita, perto de Allan Kardec, de quem foi amigo íntimo até a morte. Discursou junto ao túmulo de Kardec, no Cemitério de Montmartre, falando do «pensamento científico e filosófico» do espiritismo.
 
Seu tema principal a tese da vida em outros planetas além do nosso.
 
Escreveu muito: "Os Mundos Imaginários e os Mundos Reais", "As Maravilhas Celestes", "Deus na Natureza", "Contemplações Científicas", "Estudos e Leitura sobre Astronomia", "Atmosfera", "Astronomia Popular", "Descrição Geral do Céu", "O Mundo antes da Criação do Homem", "Os Cometas", "As Casas Mal- Assombradas", "Narrações do Infinito", "Sonhos Estelares", "Urânia", "Estela", "O Desconhecido", "A Morte e seus Mistérios", "Problemas Psíquicos" etc.
 
Um livro de Flammarion sempre me interessou: "O Fim do Mundo" (Rio de Janeiro, Federação espírita brasileira, 2001, http://www.febrasil.org.br/). No Brasil vendeu perto de 48 mil exemplares.
 
Li quando criança, na casa de meu pai.
 
Li mal, em francês. Mas li com sofreguidão.
 
Anos depois reli numa edição comprada num sebo.
 
Agora reli com o mesmo entusiasmo, depois de ver um desses filmes catastrofistas como «Deep impact» (Impacto profundo) dirigido por Mimi Leder, com Robert Duvall e Vanessa Redgrave de 1998. E «Armageddon», também de 1998, dirigido por Michael Bay.
 
«Deep impact» é um filme nitidamente inspirado no livro de Cammile Flammarion: um cometa se choca com a Terra.
 
A influência de Flammarion nesses filmes é imensa, seu livro foi publicado em 1893.
 
Ele previu a União européia, o voto feminino, os grandes aviões comerciais etc.
 
Diz que as mulheres ocuparão papel decisivo na política de desmilitarização do mundo e no fim das guerras.
 
No seu livro aparece algo que seria um computador moderno.
 
Mas prevê um desastre: a destruição da natureza, a degradação do meio-ambiente, a diminuição da água potável, a degeneração das condições de vida no planeta.
 
Atualíssimo.

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

23.02.2018 - Onças

22.02.2018 - Olimpíada

20.02.2018 - VEJA OS VÍDEOS AQUI: PERDA INESTIMÁVEL DO INCÊNDIO

20.02.2018 - Ninguém é pai de um poema sem morrer

19.02.2018 - O sol do verão

16.02.2018 - POEMA DE TUFIC

14.02.2018 - MORRE JORGE TUFIC

13.02.2018 - DE LOS HERMOSOS EL RETOÑO ANSIAMOS

07.02.2018 - A MORTE DO MUNDO

06.02.2018 - CONSTITUIÇÃO da República Federativa do Brasil

05.02.2018 - A VOZ DA CONDENAÇÃO

03.02.2018 - A MORTE NO ENVELOPE

02.02.2018 - QUE MAIS?

31.01.2018 - Pátria - OLAVO BILAC

28.01.2018 - FELIZ DE QUEM COM CÂNTICOS SE ESCONDE

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

23.02.2018 - Onças

Onças

22.02.2018 - QUEM ESTÁ CONTRA O BRASIL?

Nãofoi Temer nem tampouco

22.02.2018 - Verbos visar e penalizar

Solicitou-me uma aluna de Direito da UFSC que discorresse sobre a regência do verbo visar

22.02.2018 - Olimpíada

Olimpíada

21.02.2018 - Um novo programa de rádio

Desde quarta-feira passada, temos na Rádio Renascença um novo programa de livros

20.02.2018 - Viagens encalhadas: poema de Jefferson Bessa

poesia

20.02.2018 - Revendo Däniken

Análise de uma obra do homem dos "deuses astronautas"

20.02.2018 - VEJA OS VÍDEOS AQUI: PERDA INESTIMÁVEL DO INCÊNDIO

VEJA OS VÍDEOS AQUI: PERDA INESTIMÁVEL DO INCÊNDIO

20.02.2018 - Sagrado Templo De Jokhang Durante El Losar

Sagrado Templo De Jokhang Durante El Losar

20.02.2018 - A arte da pontuação

Ninguém nos ensina isto na escola

20.02.2018 - Conversa de véio

- Minha avó já dizia que falta berço, escola, terço e cachola.

20.02.2018 - DEPOIMENTO SOBRE JOSÉ ELMAR DE MELO CARVALHO

Elmar Carvalho tornou-se um dos poetas mais importantes da Geração do Mimeógrafo ou dos Anos 70, geração que escreveu uma poesia agressiva – chamada marginal ou alternativa (...).

20.02.2018 - Ninguém é pai de um poema sem morrer

O poema é, antes de tudo, um “inutensílio”.

19.02.2018 - A fundação da Mocha: litígio e batalha nos tribunais

O acadêmico Reginaldo Miranda escreve sobre a fundação da cidade de Oeiras, primeira capital do Piauí.

19.02.2018 - O PAÍS QUE SEMPRE ADIA

a quem já viveu

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br