Dilson Lages Monteiro Terça-feira, 14 de agosto de 2018
Anexos da realidade
Miguel Carqueija
Tamanho da letra A +A

Psycho Pass 7: Akane caça a esquartejadora

Psycho Pass 7: Akane caça a esquartejadora

 PSYCHO PASS 7: AKANE CAÇA A ESQUARTEJADORA
Miguel Carqueija

Na sequência do extraordinário seriado japonês de animação “Psycho Pass” revelam-se mais coisas sobre o passado do ex-inspetor Kogami, agora simples justiceiro desde que o seu coeficiente criminal subiu perigosamente após o bárbaro assassinato de seu coloca Sasayama. O gênio do crime Makishima, que há anos dirige outros psicopatas dos bastidores, trabalha agora com a adolescente Oriyo Rikako, o monstro juvenil que está fazendo vítimas na Academia Ousou, colégio de garotas. Akane, Ginosa e a equipe estão fazendo o que podem... mas investigar leva tempo e a pista ainda não chegou à criminosa, que prossegue em sua ceifa. Como mulher sensível que é, Akane sofre engulhos cada vez que topa com cadáveres barbarizados. Mas não pensa em recuar. O monstro deve ser detido...

Resenha do episódio 7 (Simbolismo de blettila striata) do animê “Psycho Pass”, produzido por Koji Yamamoto e outros, e dirigido por Katsuyuki Motohiro – Production I.G., Japão, 2012-2013.

Na sequência do episódio 6, onde aparece a fria e suave Oriyo Rikako, o monstro juvenil, assistimos o justiceiro Kogami treinando rijo, preparando-se para os confrontos que virão. Sua idéia fixa é pegar o assassino de seu colega Sasayama. Akane, mais tranquila, deseja apenas fazer a justiça que estiver em suas mãos. Diversos nomes de criminosos vão surgindo: Toma Kouzaburo, suspeito de ter morto Sasayama, no crime não resolvido de três anos atrás; Choe-Gu Sung, cúmplice atual de Makishima e que ajuda no fornecimento de material para Oriyo, fazendo uso de passagens secretas na academia.
Cada vez mais percebemos que Makishima é um gênio do mal, capaz de desafiar um sistema ditatorial como o Psycho Pass, iludir a polícia, cometer seus crimes hediondos e ainda aliciar e manobrar outros criminosos igualmente perversos e frios, fornecendo-lhes os meios materiais para praticarem assassinatos brutais e gratuitos – matar por matar, para desafiar a ordem estabelecida.
E vamos entendendo também a motivação de Kogami Shiniya, o ex-inspetor e atual caçador, que foi rebaixado por ter o seu coeficiente criminal subido em função da revolta causada pelo assassinato de um colega (Sasayama), a impunidade do homicida e a vontade de fazer justiça com as próprias mãos. A determinação de Kogami irá aos poucos separá-lo da Inspetora Tsunemori Akane, que deseja seguir à risca a Lei. Duas pessoas que se respeitam mas que carregam em si fortes personalidades olharão a questão de maneira diversa, à proporção que se aproximam do confronto com o mega-vilão...


Rio de Janeiro, 18 de novembro de 2015

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

01.08.2018 - Aborto: crime não pode deixar de ser crime

29.06.2018 - Uma Copa tatuada

15.06.2018 - Perseguição aos cristãos no mundo inteiro

07.06.2018 - "A Coisa" de Stephen King

18.05.2018 - Alguma coisa vem mudando no país

15.05.2018 - Psycho Pass 9: Akane se impõe

27.04.2018 - Godard e o conceito esquerdista de liberdade

17.04.2018 - As catástrofes de Asimov

18.03.2018 - "Sem olhos em Gaza", resenha

08.03.2018 - Elfos e árvores

20.02.2018 - Revendo Däniken

11.02.2018 - Opressão odiosa às mulheres

02.02.2018 - O homem não vem do macaco

26.01.2018 - Onde estão os católicos ricos do Brasil?

22.01.2018 - Ao Sul do Equador com Disney, resenha

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

13.08.2018 - BUCHADA DE BODE NA FAZENDA DO ROCIO

Em seguida, disse que ele mesmo iria mandar preparar uma buchada, a ser feita com bode de seu próprio rebanho. Marcamos a data e o local do repasto.

12.08.2018 - PASSANDO PELO CENTRO DO RIO DE JANEIRO

Não cfoi hoje nem ontem

12.08.2018 - Julião Afonso Serra, um dos quatro grandes sesmeiros do Piauí.

O acadêmico Reginaldo Miranda traça o perfil biográfico de um dos conquistadores e maiores sesmeiros do Piauí

10.08.2018 - EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

10.08.2018 - EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

05.08.2018 - HOW GOES THE ENEMY?

o ePIFÂNICO

04.08.2018 - Cidadela saqueada

Fato é que o crime organizado está levando a melhor. Até quando?

04.08.2018 - violência nas escolas

Nunca mais ninguém o perturbou

02.08.2018 - Dois momentos felizes de uma bela tarde

O ponto alto da solenidade será o lançamento do livro “Câmara Municipal de Campo Maior: 256 Anos de História”, da autoria do professor e historiador Celson Chaves

01.08.2018 - Aborto: crime não pode deixar de ser crime

Não podemos calar diante da barbaridade.

01.08.2018 - MEU PROFESSOR DE HISTÓRIA

MEU PROFESSOR DE HISTÓRIA – ROGEL SAMUEL

31.07.2018 - Mario Benedetti

Mario Benedetti

27.07.2018 - Os males do Crivella: um prefeito que não deu certo

Eis um prefeito

26.07.2018 - Gênese de Emoção no Circo

Gigliola Cinquetti e o ingênuo “Dio, come ti amo” fizeram muitas adolescentes verterem profusas e sentidas lágrimas, com direito a profundos soluços e palpitações.

25.07.2018 - Eurídice

049

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br