Dilson Lages Monteiro Terça-feira, 14 de agosto de 2018
Anexos da realidade
Miguel Carqueija
Tamanho da letra A +A

Devem os políticos ser desbocados?

Devem os políticos ser desbocados?

 DEVEM OS POLÍTICOS SER DESBOCADOS?

Miguel Carqueija

 

Sempre aprendi que dizer palavrões é feio. Antigamente uma criança era castigada se falasse algum. Hoje elas são expostas a toda a sorte de sujeiras e baixarias, inclusive nas festas infantis.

Mas, devemos aceitar isso conformadamente? Devemos aceitar que os nossos políticos sejam em grande parte uns mal-educados?

Certa vez, conversando com uma amiga, vi que ela apreciava o Lula e, sem querer polemizar muito, apenas observei que ele era um desbocado. A resposta me surpreendeu: “Todos eles são!”.

Bem, isso não é verdade. Nem todos os políticos são desbocados. Mesmo porém que todos fossem, não justificaria o desbocamento de um único. Os palavrões estão geralmente ligados ao temperamento fescenino, muitas vezes machista (fazer pouco das mulheres, vistas como objetos sexuais) e à agressividade. Basta perceber a passagem nas ruas de pessoas falando colericamente, frases sempre pontuadas pelo baixo calão. Ou então, o hábito do deboche, mesmo em pessoas tranquilas e pouco inclinadas a brigas.

Lembro da vergonheira do então prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, cujo desbocamento ficou patente numa conversa telefônica grampeada com o ex-presidente Lula. Ao entregar as chaves de um apartamento popular para uma senhora humilde, o demagogo declarou que ela agora iria poder “trepar bastante”.

É esse o nível de muitos dos nossos políticos e governantes. Mas, graças a Deus, não o de todos.

Talvez alguém ache que o desbocamento é coisa de somenos importância. É raro, porém, que uma pessoa tenha um vício e não tenha outros... vamos pressionar para que os candidatos a cargos eletivos sejam pessoas mais educadas, e não pessoas mal-educadas. Se você sabe que um político é desbocado, não vote nele...

Afinal, usar linguagem nobre é um claro sinal, um indício, de bom caráter. Pode não ser um indício conclusivo mas é sempre um bom sinal.

 

Rio de Janeiro, 5 de dezembro de 2017.

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

01.08.2018 - Aborto: crime não pode deixar de ser crime

29.06.2018 - Uma Copa tatuada

15.06.2018 - Perseguição aos cristãos no mundo inteiro

07.06.2018 - "A Coisa" de Stephen King

18.05.2018 - Alguma coisa vem mudando no país

15.05.2018 - Psycho Pass 9: Akane se impõe

27.04.2018 - Godard e o conceito esquerdista de liberdade

17.04.2018 - As catástrofes de Asimov

18.03.2018 - "Sem olhos em Gaza", resenha

08.03.2018 - Elfos e árvores

20.02.2018 - Revendo Däniken

11.02.2018 - Opressão odiosa às mulheres

02.02.2018 - O homem não vem do macaco

26.01.2018 - Onde estão os católicos ricos do Brasil?

22.01.2018 - Ao Sul do Equador com Disney, resenha

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

13.08.2018 - BUCHADA DE BODE NA FAZENDA DO ROCIO

Em seguida, disse que ele mesmo iria mandar preparar uma buchada, a ser feita com bode de seu próprio rebanho. Marcamos a data e o local do repasto.

12.08.2018 - PASSANDO PELO CENTRO DO RIO DE JANEIRO

Não cfoi hoje nem ontem

12.08.2018 - Julião Afonso Serra, um dos quatro grandes sesmeiros do Piauí.

O acadêmico Reginaldo Miranda traça o perfil biográfico de um dos conquistadores e maiores sesmeiros do Piauí

10.08.2018 - EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

10.08.2018 - EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

EM BUSCA DA POÉTICA DE J. G. DE ARAÚJO JORGE

05.08.2018 - HOW GOES THE ENEMY?

o ePIFÂNICO

04.08.2018 - Cidadela saqueada

Fato é que o crime organizado está levando a melhor. Até quando?

04.08.2018 - violência nas escolas

Nunca mais ninguém o perturbou

02.08.2018 - Dois momentos felizes de uma bela tarde

O ponto alto da solenidade será o lançamento do livro “Câmara Municipal de Campo Maior: 256 Anos de História”, da autoria do professor e historiador Celson Chaves

01.08.2018 - Aborto: crime não pode deixar de ser crime

Não podemos calar diante da barbaridade.

01.08.2018 - MEU PROFESSOR DE HISTÓRIA

MEU PROFESSOR DE HISTÓRIA – ROGEL SAMUEL

31.07.2018 - Mario Benedetti

Mario Benedetti

27.07.2018 - Os males do Crivella: um prefeito que não deu certo

Eis um prefeito

26.07.2018 - Gênese de Emoção no Circo

Gigliola Cinquetti e o ingênuo “Dio, come ti amo” fizeram muitas adolescentes verterem profusas e sentidas lágrimas, com direito a profundos soluços e palpitações.

25.07.2018 - Eurídice

049

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br