Dilson Lages Monteiro Quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018
Anexos da realidade
Miguel Carqueija
Tamanho da letra A +A

Devem os políticos ser desbocados?

Devem os políticos ser desbocados?

 DEVEM OS POLÍTICOS SER DESBOCADOS?

Miguel Carqueija

 

Sempre aprendi que dizer palavrões é feio. Antigamente uma criança era castigada se falasse algum. Hoje elas são expostas a toda a sorte de sujeiras e baixarias, inclusive nas festas infantis.

Mas, devemos aceitar isso conformadamente? Devemos aceitar que os nossos políticos sejam em grande parte uns mal-educados?

Certa vez, conversando com uma amiga, vi que ela apreciava o Lula e, sem querer polemizar muito, apenas observei que ele era um desbocado. A resposta me surpreendeu: “Todos eles são!”.

Bem, isso não é verdade. Nem todos os políticos são desbocados. Mesmo porém que todos fossem, não justificaria o desbocamento de um único. Os palavrões estão geralmente ligados ao temperamento fescenino, muitas vezes machista (fazer pouco das mulheres, vistas como objetos sexuais) e à agressividade. Basta perceber a passagem nas ruas de pessoas falando colericamente, frases sempre pontuadas pelo baixo calão. Ou então, o hábito do deboche, mesmo em pessoas tranquilas e pouco inclinadas a brigas.

Lembro da vergonheira do então prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, cujo desbocamento ficou patente numa conversa telefônica grampeada com o ex-presidente Lula. Ao entregar as chaves de um apartamento popular para uma senhora humilde, o demagogo declarou que ela agora iria poder “trepar bastante”.

É esse o nível de muitos dos nossos políticos e governantes. Mas, graças a Deus, não o de todos.

Talvez alguém ache que o desbocamento é coisa de somenos importância. É raro, porém, que uma pessoa tenha um vício e não tenha outros... vamos pressionar para que os candidatos a cargos eletivos sejam pessoas mais educadas, e não pessoas mal-educadas. Se você sabe que um político é desbocado, não vote nele...

Afinal, usar linguagem nobre é um claro sinal, um indício, de bom caráter. Pode não ser um indício conclusivo mas é sempre um bom sinal.

 

Rio de Janeiro, 5 de dezembro de 2017.

Compartilhar em redes sociais

Comentários (0)

Deixe o seu comentário


Reload Image








Últimas matérias da coluna

20.02.2018 - Revendo Däniken

11.02.2018 - Opressão odiosa às mulheres

02.02.2018 - O homem não vem do macaco

26.01.2018 - Onde estão os católicos ricos do Brasil?

22.01.2018 - Ao Sul do Equador com Disney, resenha

05.01.2018 - Verde... verde... verde

19.12.2017 - Psycho Pass episódio 8: o mal destrói a si mesmo

15.12.2017 - Capitalismo e socialismo

06.12.2017 - Devem os políticos ser desbocados?

04.12.2017 - O "tá" e o "tamos" do governador

17.11.2017 - As manifestações devem voltar

22.10.2017 - Pesadelo

15.09.2017 - Psycho Pass 7: Akane caça a esquartejadora

12.09.2017 - Os três tipos de céu

23.08.2017 - O político ideal

Ver mais
Livraria online Dicionário de Escritores Exercícios de criação literária
Entretextos Acadêmico
Rádio Entretextos
Livros online Aúdios

Imagens da Cidade Verde: entrevista com o escritor Ribamar Garcia


Os anos da juventude, entrevista com Venceslau dos Santos


Listar todos
Últimas matérias

21.02.2018 - Um novo programa de rádio

Desde quarta-feira passada, temos na Rádio Renascença um novo programa de livros

20.02.2018 - Viagens encalhadas: poema de Jefferson Bessa

poesia

20.02.2018 - Revendo Däniken

Análise de uma obra do homem dos "deuses astronautas"

20.02.2018 - VEJA OS VÍDEOS AQUI: PERDA INESTIMÁVEL DO INCÊNDIO

VEJA OS VÍDEOS AQUI: PERDA INESTIMÁVEL DO INCÊNDIO

20.02.2018 - Sagrado Templo De Jokhang Durante El Losar

Sagrado Templo De Jokhang Durante El Losar

20.02.2018 - A arte da pontuação

Ninguém nos ensina isto na escola

20.02.2018 - Conversa de véio

- Minha avó já dizia que falta berço, escola, terço e cachola.

20.02.2018 - DEPOIMENTO SOBRE JOSÉ ELMAR DE MELO CARVALHO

Elmar Carvalho tornou-se um dos poetas mais importantes da Geração do Mimeógrafo ou dos Anos 70, geração que escreveu uma poesia agressiva – chamada marginal ou alternativa (...).

20.02.2018 - Ninguém é pai de um poema sem morrer

O poema é, antes de tudo, um “inutensílio”.

19.02.2018 - A fundação da Mocha: litígio e batalha nos tribunais

O acadêmico Reginaldo Miranda escreve sobre a fundação da cidade de Oeiras, primeira capital do Piauí.

19.02.2018 - O PAÍS QUE SEMPRE ADIA

a quem já viveu

19.02.2018 - O sol do verão

O sol do verão

16.02.2018 - POR UM RIO DE JANEIRO MAIS CARIOCA

Conseiderada internacionalente

16.02.2018 - POEMA DE TUFIC

Sou tão frágil, meu bem, que um som, de leve

15.02.2018 - O TALENTO ESCULTÓRICO DE BRAGA TEPI

Sem dúvida, pelo que pude perceber das peças constantes do álbum, é um dos maiores escultores do Piauí, e inegavelmente é um dos grandes artistas brasileiros.

ENTRETEXTOS - DÍLSON LAGES MONTEIRO
Baloon Center, Av. Pedro Almeida nº 60, Sala 21 (primeiro piso) - São Cristóvão - Teresina - Piauí - CEP: 64052-280 Fone (86) 3233 9444
e-mail: dilsonlages[@]uol.com.br